Filmes em PP Oxi-Biodegradável

Em parceria com a Res Brasil, a PPFilme inicia a produção de Filmes em Polipropileno (PP) Oxi-Biodegradável – Blow e Cast.

PLÁSTICOS OXI-BIODEGRADÁVEIS

Esta nova tecnologia produz um plástico que se degrada através de um processo de Óxi-Biodegradação.

O termo "oxi-biodegradação" pode ser entendido como a degradação resultante de fenômenos oxidativos e da ação de enzimas tanto de forma simultânea como sucessiva (Scott, G. Green Polymers. Polymer Degradation and Stability. Vol 68, 1-7.2000).

Essa tecnologia baseia-se na introdução de uma quantidade muito pequena de aditivo pró-degradante durante o processo de fabricação convencional, resultando em uma mudança no comportamento do plástico. Essa mudança, por sua vez, se traduz na degradação oxidativa acelerada do plástico quando submetido à ação da radiação UV, do calor e de tensões mecânicas. Esses estímulos irão gerar a quebra da cadeia molecular do material plástico em fragmentos menores e "ricos" em grupos oxigenados, os quais podem ser biodegradados por um grande número de enzimas, pois poderão ser consumidos por bactérias e fungos.

Por causa disso ele pode ser chamado "biodegradável".

O material deixa então de ser plástico e se torna uma fonte de alimento. Tal processo continua até que o material tenha se biodegradado em CO2, água, e húmus, o que não deixa fragmentos de petro-polímeros no solo.

Diferentemente do PVC, os polímeros a partir dos quais o plástico oxi-biodegradável é feito não contêm organoclorados.

O período para o processo de degradação é controlado pela composição do aditivo utilizado e pode ter duração de alguns meses até alguns anos.

Lembrando sempre que o fato de o plástico ser oxi-biodegradável / biodegradável não significa que o seu descarte pode ser realizado de qualquer maneira.


As fotos acima representam uma fase do processo de degradação de uma sacola oxi biodegradável.

CONSCIÊNCIA

O fato de o plástico biodegradável poder se decompor dezenas (ou até centenas) de vezes mais rapidamente que o plástico convencional, não significa que podemos jogá-lo no meio ambiente.

Imagine, por exemplo, que o plástico demorasse apenas dois dias para se desintegrar. Durante esse período, poderia ser acessado por algum animal e lhe causar mal. Ou ainda, imagine uma grande cidade num único dia de alagamento. As conseqüências são desastrosas.

Devemos, enquanto cidadãos, manter a nossa cidade sempre limpa e bonita. Afinal, essa é a nossa casa, o nosso Brasil, o nosso Mundo!

VANTAGENS DOS OXIBIODEGRADÁVEIS

Em suma, os plásticos oxi-biodegradáveis possuem as seguintes vantagens:

Eles se degradarão em qualquer ambiente, interno ou externo, no qual haja ar, mesmo na ausência de água;

Plástico oxi-biodegradável pode ser programado, durante sua fabricação, para que se degrade em um espaço de tempo que atenda às necessidades do usuário;

Plásticos oxi-biodegradáveis são mais versáteis;

Podem ser transparentes, para que alimentos ou outros conteúdos possam ser vistos claramente;

Podem ser reciclados e fabricados a partir de reciclados;

Podem ser compostados, contudo, por causa da liberação lenta de carbono pelo plástico oxi-biodegradável, o carbono se torna uma fonte de alimento para plantas em crescimento;

Menos energia é necessária para produzi-los e transportá-los;

Não contêm ingredientes geneticamente modificados;

Não emitem metano durante a oxidação;

Não contêm organoclorados;

São seguros para contato direto com alimentos;

São ideais para alimentos congelados porque podem ser mantidos em temperaturas abaixo de zero por longos períodos e não começarão a degradar até que os alimentos sejam utilizados e a embalagem se torne descarte;

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Segundo Kinlaw (1997), o conceito de desenvolvimento sustentável se popularizou através do trabalho e das publicações da World Comission on Environment and Development (WCED). Em 1987 a WCED publicou o relatório intitulado Our Commom Future (Nosso Futuro Comum) que define o desenvolvimento sustentável como: "(...) desenvolvimento (...) que atenda as necessidades do presente sem comprometer a capacidade das futuras gerações de atender suas próprias necessidades" (WCED apud Kinlaw, 1997, p.82).

Cabe salientar que o desenvolvimento sustentável não nega a necessidade do progresso tecnológico.

Segundo Donaire (1995) o desenvolvimento social tem três vertentes principais: crescimento econômico, equidade social e equilíbrio ecológico.

A Madric Plast está fazendo a sua parte.

PLÁSTICOS

A palavra "Plástico" deriva do grego "plastikos" que significa "moldáveis".

O Plástico é um material facilmente encontrado na vida moderna, quer seja em aplicações comerciais ou domésticas. É muito valorizado, entre outros aspectos, pelo baixo custo, resiliência, impermeabilidade, transparência, capacidade de vedação e facilidade de fabricação.

Em janeiro de 2005, uma avaliação de ciclo de vida feita pela GUA - (Gesellschaft fürumfassende Analysen) de Viena demonstrou que (...) os produtos plásticos freqüentemente proporcionam economia de energia, sob o ponto de vista do equilíbrio de energia do ciclo de vida total em comparação com o ciclo de materiais alternativos. Exemplos de tal economia de energia através de produtos plásticos são:

• Substituição de materiais que consomem muito mais energia durante a produção de uma mesma unidade funcional (ex. vidro)

• Desempenho de uma função específica com menor quantidade de material (ex. embalagem)

• Economia de combustível devido à redução do volume (transporte, veículos)

• Economia de energia devido ao isolamento térmico (em locais nos quais o isolamento com outros materiais seria menos eficiente, tecnicamente complexo, ou muito caro)

• Economia de recursos por evitar perdas ou danos aos produtos embalados.

Porém, essas mesmas características e benefícios que tornam o plástico tão útil e econômico podem se tornar um grande problema quando o seu descarte se faz necessário.

Descartados inapropriadamente, promovem entre outros efeitos, a poluição visual; e mesmo em situações mais controladas, como em deposições em aterros sanitários, podem formar camadas impermeáveis que dificultam as trocas líquidas e gasosas geradas por materiais compostáveis (Bidone, R.F.A.; Povinelli, J. Conceitos Básicos de Resíduos Sólidos, São Carlos: Escola de Engenharia de São Carlos, 1999).

Esse foi o grande desafio da Ciência.

RECICLAGEM

Pode ser entendida como o "reprocessamento" do material para ser utilizado novamente. Difere do conceito de reutilização.

A reciclagem de embalagens plásticas chama a atenção da sociedade, mundialmente, face ao crescente volume de utilização e as implicações ambientais inerentes ao seu descarte não racional pós-consumo. Quando falamos de reciclagem, é importante considerar que existem muitos aspectos benéficos envolvidos, com reflexos sócio-econômicos diretos relacionados com a melhoria da qualidade de vida da população, geração de renda, e atenuação de problemas ambientais. Além da questão ambiental, em termos econômicos, usando o plástico reciclado é possível economizar até 50% de energia que seria utilizada na produção de plástico virgem, assim como diminuir a quantidade de resíduos nos aterros sanitários aumentando a vida útil dos materiais plásticos (PLASTIVIDA, 2003).

* Por Rogério Zanão Giglioti (Qualidade e Desenvolvimento PPFilme)

Veja mais:

- Nota explicativa sobre plásticos Biodegradáveis

- O destino do carbono oriundo da degradação de plásticos compostos por poliolefinas biodegradáveis: uma visão de biólogo

Planicidade e transparência com mais qualidade

Empresa reconhecida no mercado de polipropileno pelo seu empreendedorismo, qualidade máxima em seus produtos, seriedade e honestidade, valorizando as pessoas, seus clientes e fornecedores.

Pontualidade é o nosso compromisso. Estamos localizados estrategicamente na cidade de Mauá (região ABCDMR), para fácil escoamento de produtos bem como atendimento rápido e eficiente.